quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

O GRAFITEIRO DE 200 MILHÕES DO FACEBOOK

Embora esteja prestes a se tornar o primeiro artista de grafite a valer US$ 200 milhões, David Choe diz que preferiria ter menos dinheiro e recuperar sua privacidade. Desde que o “New York Times” noticiou que Choe teria ações do Facebook suficientes para torná-lo multimilionário quando a companhia realizar sua oferta de ações, ele vem sofrendo assédio da imprensa, amigos e até de ex-namoradas. “Uma delas chegou a me oferecer sexo oral todos os dias pelo resto da minha vida em troca de US$ 2 milhões”, contou ao canal de TV CBS.

Choe ganhou as ações como pagamento por seu trabalho no primeiro escritório do Facebook em Palo Alto, na Califórnia. Em 2005, ele foi chamado por Sean Parker para grafitar paredes, elevadores e escadas. Ao final do trabalho, Parker lhe ofereceu a chance de trocar o cachê de US$ 60 mil em dinheiro por ações da companhia. “Eu escolhi as ações. Gosto de apostar”, disse à emissora americana. Na época, ele achou que a rede social fundada por Mark Zuckerberg não vingaria, classificando-a de “sem sentido” e uma mera imitação do My Space. Agora, porém, se o Facebook arrecadar US$ 10 bilhões ao lançar suas ações na bolsa, o seu valor de mercado pode chegar a US$ 100 bilhões. O que significa que as ações de Choe o tornarão um homem de US$ 200 milhões.

David Choe se deu conta de que tinha deixado de ser um cidadão anônimo, quando ele e outros cerca de mil funcionários do Facebook foram apontados como os novos milionários da California graças ao IPO.

“Eu recebi um SMS de uma mulher com quem eu não falava há cinco anos e ela me ofereceu sexo oral todos os dias pelo resto da minha vida em troca de US$ 2 milhões”, ele disse. “Foi assim, do nada. E eu: o que está acontecendo?”

“Todas as emissoras de TV, jornais, sites, organizações de mídia, a Al Jazeera estão batendo na minha porta para tentar falar comigo. Meu Deus!”, afirmou.



É uma situação bem distante da que o grafiteiro já viveu em sua vida, quando foi preso por passar cheques falsificados e agredir um policial no Japão.

“Eu sei que vai parecer horrível eu dizer que dinheiro para mim não tem importância”, disse. “Mas as pessoas não param de me perguntar ‘O que você vai fazer com todo esse dinheiro e liberdade?’”

“Eu fiz tudo o que queria fazer quando não tinha nada. E vou continuar fazendo, só que a diferença é que vai ter mais gente enchendo o meu saco a partir de agora.”


David Choe já pintou paredes em todos os escritórios do Facebook no mundo. Recentemente, ele esteve no novo escritório e pintou um mural, com “ajuda”de Mark Zuckerberg. O retrato que fez do presidente Barack Obama está pendurado em uma das paredes da Casa Branca.

Choe admitiu que vendeu algumas ações há tempos atrás, mas disse que ainda tem cerca de US$ 200 milhões em mãos.

“Ninguém precisa ficar com pena de mim”, ele disse à apresentadora Barbara Walters. “É um dinheiro vindo dos céus, suficiente para mudar o mundo, ajudar as pessoas e fazer o bem. Como um artista, eu sempre me questiono qual é o meu papel ou por que eu faço o que faço. No final, acho que tudo vai ficar mais claro. Ou não, sei lá”.

Confira o vídeo da matéria sobre a história do grafiteiro:

0 comentários:

Publicar um comentário