sexta-feira, 17 de junho de 2011

Tupac Shakur faria 40 anos nesta quinta 16 de junho

Há exatos 40 anos, Tupac Amaru Shakur veio ao mundo. Filho de dois membros da organização negra radical Panteras Negras, Tupac nasceu no Harlem, em Nova York. Na adolescência, ele se mudou com a família para a Califórnia.

Tupac foi o maior representante do gangsta rap. O estilo tratava de mulheres, festas, gangues, armas e drogas como elementos inevitáveis de uma vida no gueto destinada a ser de curta duração.

Acusado de fazer apologia à violência, de ser machista e homofóbico, o gangsta rap multiplicou por dez o fator controvérsia do hip hop, que emergiu dos anos 80 já como constante alvo de críticas. Ao mesmo tempo, o gangsta rap foi o maior responsável por fazer do rap o gênero musical mais bem-sucedido dos EUA, ultrapassando o country na virada do milênio.

Tupac teve grande contribuição nessa festa das vendagens, graças a singles como California Love, Dear Mama e I Get Around e álbuns como Me Against the World, All Eyez on Me e The Don Killuminati: The 7 Day Theory (póstumo). Todos os três chegaram a número um nos EUA. Aliás, Tupac divide com Lil Wayne a façanha de serem os únicos artistas a estarem em primeiro lugar das paradas de sucesso enquanto estavam na prisão.

Tupac viveu e morreu como um verdadeiro gangsta. Em 7 de setembro de 96, por volta das 11 da noite, em uma rua de Las Vegas, um Cadillac branco encostou no carro onde estava Tupac Shakur. O rapper estava acompanhado de um grupo grande, incluindo o dono de sua gravadora Death Row, Marion "Suge" Knight. Todos voltavam de uma luta de boxe entre Mike Tyson e Bruce Seldon.

O vidro do carro desconhecido baixou e de dentro vieram uma saraivada de balas que feriram Tupac mortalmente. O rapper morreria no hospital alguns dias depois.

Com um filme biográfico a caminho, rappers da West Coast 40 Glocc e WC falaram hoje 16 de junho sobre a expectativa para conferir o projeto. O rapper 40 Glocc afiliado da G-Unit, disse esperar que o filme mostre o lendário ícone da West Coast como ele realmente era.

Pelo que ouvi, eles ainda nem começaram a trabalhar totalmente no projeto. Espero que o filme retrate a causa dele, e então deve sair incrível.

Certamente ele foi um cara do povo e as pessoas iriam vê-lo na rua, então espero que o filme mostre esse tipo de pessoa. Não o retrate de uma maneira onde ele seja uma grande celebridade, um cara que ninguém toca, que ninguém vê. Ele era o tipo de cara que tinha tudo, mas ainda assim você poderia vê-lo na loja de bebidas da esquina.

O veterano WC disse que a história de Tupac deve ser mostrada na íntegra.

Quero conferir qualquer coisa que seja relacionada ao Tupac, porque ele tinha muito a dizer, explicou WC. Ele tinha um lado que muita gente não teve a oportunidade de ver, o cara era profundo. Há muitas questões sobre o porquê da vida dele ter tomado o rumo que tomou e sobre o porquê dele dizer o que dizia. A vida real dele precisa ser exposta. A história do Pac é algo que precisa ser visto e ouvido.

0 comentários:

Publicar um comentário